Como Montar Uma Reserva Financeira Para Transição De Carreira

Tempo de leitura: 7 minutos

Olá tudo bem?

Você já pensou em abandonar o seu trabalho atual e migrar para algo que realmente ama fazer, mas por medo de não ter uma reserva financeira para fazer uma transição de carreira, acaba desistindo?

Muitas pessoas querem mudar de carreira ou começar a empreender mas ficam preocupadas com o lado financeiro.

Muitos projetos e sonhos são deixados de lado com o medo da falta de dinheiro, principalmente com as pessoas que tem família para sustentar.

Nesse artigo eu vou te mostrar como montar uma Reserva Financeira para fazer uma transição de carreira ou começar a empreender de forma segura e confiável.

Vamos nessa!

A importância de ser ter uma reserva financeira no momento de mudança.

Muitas pessoas ficam insatisfeitas com seus empregos atuais ou simplesmente estão em busca de uma nova carreira e acabam fazendo essa transição sem planejamento financeiro.

E sabe o que acontece?

Elas não conseguem se manter durante esse período de transição e acabam tendo que voltar para a mesma área de atuação muito mais desmotivadas do que antes, com a sensação de derrota.

E isso não faz nada bem para elas!

Qualquer transição de carreira ou o início de um projeto empreendedor é sempre um desafio e precisa ser bem planejado na área financeira.

Você pode até ficar fora do mercado durante algum tempo mas se não estiver preparado financeiramente pode comprometer a sua saúde financeira.

A primeira coisa que você precisa ter é um Colchão de Emergência, para você estar preparado para uma emergência ou imprevisto, escrevi um artigo explicando como montar e para que serve.

É importante você estar preparado para emergências, para ter tranquilidade e poder focar no seu projeto de transição de carreira.

Só depois que tiver o seu colchão de emergência que você deve montar a sua reserva financeira para a sua transição.

Se seu objetivo é fazer uma transição de carreira, seja para um outro setor ou começar a empreender, além de muita coragem, persistência e resiliência você precisará de um bom Planejamento Financeiro.

Antes de entrar de cabeça nesse objetivo você precisa fazer uma reserva financeira.

Para te ajudar escrevi 4 passos simples para você montar a sua reserva financeira para transição de carreira.

Como montar a minha Reserva Financeira para Transição de Carreira

como-montar-uma-reserva-financeira-para-transicao-de-carreira

1º Decidir qual será o seu padrão de vida.

Você precisa decidir se durante o período de transição você e sua família manterão o mesmo padrão de vida.

Ou seja, todas as suas despesas com alimentação, transporte, serviços, lazer, entre outras, continuarão as mesmas que vocês tem hoje?

Ou vão cortar algumas despesas para reduzir os gastos durante esse período?

É muito importante você envolver sua família neste momento, pois é ela quem vai te dar o suporte emocional para fazer essas mudanças e ter tranquilidade no momento da  transição.

Após definir você vai somar todas as despesas que serão mantidas na transição e chegará em um valor.

Por exemplo:

Se todas as suas despesas hoje em dia totalizam R$2.500,00 por mês e você decidiu que vai cortar algumas despesas para o período de transição, chegando ao valor de R$2.000,00 por mês (valor das despesas durante o período de transição).

Resumindo, você decidiu eliminar R$500,00 de despesas para o momento da transição.

Deu pra entender? Estamos juntos até aqui?

 Então vamos para o segundo passo.

2º Estipular um prazo médio para o período de transição.

É muito importante você fazer um levantamento de dados com pessoas que já fizeram uma transição de carreira ou agências especializadas em transição de carreira na área que você deseja.

Isso te ajudará a saber o tempo médio que as pessoas costumam usar para se recolocar profissionalmente.

Mesmo que você tenha certeza de que já vai receber remuneração nos primeiros meses eu sugiro que você tenha um tempo médio entre 6 e 12 meses, para não precisar contar com a sorte.

3º Calcular o valor da sua reserva de transição de carreira.

Aqui entra o seu planejamento financeiro.

Você precisa guardar dinheiro suficiente para se manter durante o tempo de transição de carreira.

Com o valor mensal das suas despesas no período de transição e o tempo médio definido, o próximo passo é calcular o valor que você precisará ter para sua transição de carreira.

Exemplo:

Valor das despesas no período de transição = R$2.000,00

Prazo para a transição de carreira = 9 meses (estou usando uma média entre 6 e 12 meses somente para fazer o cálculo)

Reserva para transição de carreira = Valor das despesas no período de transição x Prazo para a transição de carreira

Reserva para transição de carreira = R$ 2.000,00 x 9 meses

Reserva para transição de carreira = R$ 18.000,00

Logo o valor necessário para sua transição de carreira, considerando um período de 9 meses, é de R$ 18.000,00.

Esse valor te dará tranquilidade para pagar suas contas durante 9 meses caso você decida iniciar um projeto novo, uma profissão nova ou começar a empreender.

     4º Saber onde manter o dinheiro da transição.

É importante você não cometer o erro de deixar todo o valor da sua reserva para a transição na sua conta corrente.

Você pode colocar o seu dinheiro em qualquer investimento que você possa sacá-lo mensalmente.

Como você já sabe quanto gastará por mês no momento da transição, basta sacar o valor 1 vez por mês como se fosse um salário para utilizar nas suas despesas mensais e o restante deixe no investimento para poder aumentar o seu capital.

Para manter o dinheiro da sua transição de carreira eu recomendo deixar no Tesouro Selic (Título do Tesouro Nacional), Fundos DI (D+0) ou CDB (sem prazo para resgate).

Veja qual destes investimentos está dando a melhor rentabilidade no momento em que for iniciar seu projeto e invista, se não souber como fazer isso procure ajuda de um profissional.

Hoje em dia o Tesouro Selic está bem interessante e se você não sabe como começar investindo no Tesouro Direto, vou deixar aqui embaixo o link de um curso sobre Tesouro Direto do Rafael Seabra que eu já fiz e recomendo:

https://cursotesourodiretodescomplicado

E se o tempo que estipulei não for o suficiente?

periodo-para-transicao-de-carreira

Você deve estar pensando:

” Renan, e se passar o prazo médio para a transição que eu estipulei, os 9 meses no exemplo que usamos acima, e eu ainda não consegui ter sucesso no meu projeto novo ou não consegui mudar de emprego, eu devo desistir?”

Desistir? Claro que não, risque essa palavra do seu dicionário.

Por isso que o primeiro passo é você ter um colchão de emergência antes de montar a sua reserva para transição de carreira.

Nesse momento você terá mais um tempo de tranquilidade que o seu colchão de emergência vai te permitir.

Só fique ligado pois no momento que você estiver usando o colchão de emergência você obrigatoriamente precisa já ter um rendimento, ou seja precisa ter dinheiro entrando, pois caso contrário acabará o dinheiro do colchão de emergência também.

Lembre-se que o que estamos abordando aqui é somente o planejamento financeiro da sua transição de carreira, para todos os outros planejamentos você deve procurar por especialistas de cada área.

Se você seguir os passos que comentamos acima você terá tempo e tranquilidade para viver da sua paixão, sem afetar a sua saúde financeira.

E isso é sensacional!!!

Então já sabe, para fazer uma transição de carreira eficiente monte sua reserva financeira para esta transição e não esqueça de ter um colchão de emergência antes.

Vou deixar aqui embaixo o  link do artigo sobre colchão de emergência que vai te ajudar na sua jornada.

http://www.produtividadefinanceira.com.br/reserva-financeira-o-seu-colchao-de-emergencia/

Lembre-se:

“Mudar nunca é fácil, mas é necessário.”

Boa Transição de Carreira e Sucesso!

Um grande abraço,

Renan Diego